Sumptuosa Quinta século XV Póvoa Lanhoso

Devidamente documentada em registos históricos

Área útil aproximadamente 1000m2, área descoberta aproximadamente 340.000m2

Quinta Torre da Mota foi mandada edificar a 19 de Março de 1450 por D afonso V, certificando a Quinta da Torre da Mota a João Veloso da Mota. Este primeiro edifício seria provavelmente de madeira.

o edifício atual tem uma planta quadrangular e de volumetria vertical. A cobertura do telhado é de quatro águas.

As fachadas são de cantaria, de aparelho pseudo-isódomo, de 3 registos, sendo o último separado por um friso simples, com pilastras toscanas nos cunhais, rematadas por cornija coroada por merlões, com gárgulas nos ângulos.

A fachada principal está voltada a Norte, com porta de verga reta. É nesta fachada que se encontra o primeiro dos brasões nesta propriedade , datado de 1722. O escudo deste brasão de granito é boleado de bico com o elmo voltado de perfil para a direita.

A composição é esquartelada com as pedras de armas dos Motas e dos Coelhos. Ao pesquisar no armorial Lusitano, concluímos que se trata das armas mais usuais destas famílias, contudo ainda pouco primitivas.

Este brasão foi alvo de roubo e atualmente só uma pequena parte superior ainda se encontra na fachada.